Archive | outubro, 2010

Author Love VII

29 out

Sexta-feira, dia de Author Love!

E a autora de hoje é uma autora super tradicional, que provavelmente quase todo mundo que gosta de ficção já leu, a lindona e muito, muito foda, Anne Rice.

Entrevista com O Vampiro é um dos meus livros preferidos. Quando li, não estava esperando MUITA coisa, apesar de todo o sucesso que fez, mas fiquei boquiaberta com o livro. Esqueçam as baboseiras dos vampiros modernos (com todo respeito às grandes autoras que ainda sabem explorar essas criaturas da noite. Não, não estou falando com você Stephenie Meyer), mas Rice é um gênio. Louis, o personagem principal é maravilhoso e traz de forma sensual e inteligente todas as dúvidas que uma pessoa teria ao se tornar imortal. Claudia, a menina-vampira, ainda é uma das minhas personagens preferidas, se não for A preferida. E Lestat, nossa, Lestat, que personagem maravilhoso. O que torna o livro O Vampiro Lestat ainda melhor. Eu adoro histórias passadas no sul dos EUA e isso Rice faz como ninguém. Suas histórias são negras, sexys, trágicas e tudo mais que você pode querer em um livro.

Se você ainda não leu Entrevista com o Vampiro, está perdendo MUITO. Recomendo 100%. Eu tenho o box completo das Crônicas Vampirescas, mas devo admitir que ainda não li todos.

Anne Rice é americana, nascida em 1941 em New Orleans. Ela tem MUITOS livros e mais de cinco séries então você pode passar uma vida se deliciando com as palavras da moça.

Você pode saber mais sobre a autora e suas obras visitando seu site oficial aqui. O site é super completo, fala das obras, dos personagens, da autora, de projetos atuais e muito mais. É bem legal.

E se você ainda não leu os livros dela, comece com as Crônicas Vampirescas. A Amazon tem um box baratinho, mas se você não lê em inglês, quase todos os livros dela já foram traduzidos.

Cover Love VII

27 out

Gente, quarta feira, meu dia preferido do blog porque podemos falar de capas lindas!

E essa semana estou mais feliz porque estou na esperança de até semana que vem poder mostrar a capa do meu livro pra vocês! E vai ficar linda!!

Bom, vamos às capas de hoje:

Torment é ainda mais bonita do que Fallen (que eu já postei aqui) e eu AMEI a capa de Grace. A capa de Coisas Frágeis é a brasileira e a de The Dark and Hollow Places é a do Reino Unido. Às vezes as capas internacionais ficam mais bonitas do que as originais. Já vi acontecer muito.

E aí, qual é a favorita de vocês dessa semana?

In My Mailbox V

25 out

Bom, semana passada eu comprei vários livros, mas infelizmente não tive tempo de fotografar eles todos juntos, então vou só colocar as capas aí pra vocês verem!

Intriga – Livro 2 da série The Luxe de Anna Godbersen

O Livro do Cemitério – Neil Gaiman

Coisas Frágeis – Neil Gaiman

Fade – Livro 2 da Série Dream Catcher de Lisa McMann

Maze Runner – Livro 1 da série Maze Runner de James Dashner

Já li Intriga e adorei, estou doida pra sair o próximo da série, mas parece que ainda vai demorar. O Livro do Cemitério também é MUITO bom e tem umas ilustrações lindas do Dave McKean. Estou lendo Coisas Frágeis, que é um livro de contos do Neil Gaiman e até agora está bem legal. Estou LOUCA pra ler The Maze Runner.

Semana que vem talvez cheguem meus livros da Amazon. Vamos ver.

Author Love VI

22 out

Eu estava conversando com minha amiga Lili esses dias e ela estava me perguntando sobre Bússola de Ouro, que eu já elogiei um milhão de vezes e aí eu percebi que nunca tinha feito um author love do Philip Pullman! Shame on me!

Bom, o Philip Pullman é o autor da trilogia His Dark Materials ou Fronteiras do Universo (OI?) composta pelos livros Bússola de Ouro, Faca Sutil e Luneta Âmbar. É complicado dizer o quanto sou COMPLETAMENTE apaixonada pela trilogia porque o sentimento é tão intenso que é difícil descrever. Pullman é o autor de fantasia mais maduro que eu já li, seus personagens nada tem de heroicos e bonzinhos, eles são muito reais e é muito fácil se identificar com eles. A história é, sem dúvida, a história mais original que já li. Não parece com nada que tem por aí e até hoje ninguém conseguiu sequer chegar perto de copiar o seu estilo.

O único livro que chorei lendo, que me deu literalmente uma dor no peito de tristeza (tá, talvez Mockingjay também tenha dado um pouco) foi Luneta Âmbar. Eu realmente recomendo essa trilogia, mesmo se você não for fã de fantasia. Ela apresenta questões como religião e ciência, sem nunca deixar de lado o elementos fantástico.

Sobre Pullman: ele nasceu em Norwich, mas foi educado na Inglaterra, Zimbabwe e Australia. Ele se tornou professor e seu romance de estreia foi Bússola de Ouro, que ganhou uma série de prêmios. Depois dele, o autor ainda escreveu A Oxford de Lyra e a série Sally Lockhart, composta de quatro livros. Li o primeiro, mas não me conquistou mesmo. Bússola de Ouro é insuperável.

Se você quer saber mais sobre Pullman, sua vida e suas obras, entre no site oficial do autor aqui!

E se você ainda não leu Bússola de Ouro, está marcando bobeira. Compre em inglês pela Amazon aqui ou em português pelo Submarino aqui. Qualquer livraria você acha os livros também, então não tem desculpa!

Para ouvir lendo: Amelie Soundtrack

Book Trailer: Matched

21 out

Gente do céu, não param de aparecer livros legais com trailers sensacionais. Eu ouvi críticas MARAVILHOSAS sobre Matched (adoro romances distópicos) e agora apaixonei pelo trailer. Realmente achei legal.

Mais alguém aí tá caindo duro pra ler?? To achando que vou fazer uma lista de Must Read e uma de Future Reads aqui. Tenho que me organizar!!!

Cover Love VI

21 out

Ok, meu dia ontem foi mega corrido, nem deu tempo direito de entrar no computador então acabei ficando sem fazer o Cover Love, mas como prometido vou compensar hoje com umas capas bem lindas.

Vamos lá.

A capa de Rumors eu não consigo parar de olhar e eu acho a de A Certain Slant of Light uma das mais bonitas que já vi, meio macabra assim, adorei. São todas lindas né? E todas com estilos muito diferentes.

Enquanto isso, nada da minha ainda. Depressão batendo, mas a esperança é a última que morre né?

2 patinhos na lagoa

19 out

22 anos é uma idade estranha, vocês não acham? Hoje é meu aniversário, eu posso viajar, então me acompanhem aqui por alguns instantes.

Todo mundo quer fazer 18, pra virar maior de idade, poder beber, ser preso, dirigir, sei lá. É um marco que todo mundo quer atingir. Mas, depois de 18 anos, a única idade que vale a pena ter é 21, pra você ser maior de idade em todos os países do mundo.

E depois de 21? Olha, eu adoro aniversário e não canso de brincar que estou ficando velha, mas cada ano que passa a gente pensa “poxa, com essa idade eu já queria ter feito tal coisa.” Por exemplo, eu já queria ter escrito um best seller. Ou talvez já queria estar estagiando na Pixar. Hahahahahaha. Sim, vamos sonhar porque de realidade já basta o dia a dia né? O mundo hoje é feito de talentos precoces e cada ano que a gente fica mais velha percebe que nossos sucessos já não serão assim tão precoces.

Cada aniversário que passa a gente sente uma nostalgia pelos anos que vieram antes e começa a perceber que, na nossa cabeça, os intervalos entre aniversários estão ficando cada vez menores. Estranho hein?

Mas em 22 anos de vida, só tenho a agradecer. Por tudo que já fiz, por todas as pessoas maravilhosas que conheci e por tudo que ainda vou viver. Porque com 22 anos, minha cabeça está mais fresca, empolgada e sonhadora do que nunca. E tem coisa melhor do que isso? Não tenho medo de envelhecer.

Que venham os próximos 22. E que todo mundo aí me acompanhe nessa aventura. Vocês sabem quem são.

Me perdoem pelo devaneio fora de hora. Mas hoje eu posso libertar minha loucura né?