Mudança de Opinião

9 dez

Há alguns meses, mais precisamente no fim do ano passado, eu estava em casa com as minhas melhores amigas e, bebida vai, bebida vem, começamos a falar sobre a vida (é o que sempre acontece). Eu me lembro distintamente de uma dessas amigas discutindo comigo sobre a questão de rotina. Ela dizia:

-Luiza, não existe vida sem rotina, muito menos relacionamento.

E eu só sacudia a cabeça. Eu me recusava a aceitar que a vida de todo mundo precisasse ser igual. Talvez porque eu sempre tenha vivido em um mundo de certa forma fantasioso, eu nunca fui capaz de aceitar que a vida tivesse que ser normal e tediosa. Pra mim, era isso que rotina simbolizava: tédio. Essa minha amiga, que eu sempre admirei, por algum acaso estava namorando na época (ainda está, graças a Deus), mas eu não.

Nos últimos meses, eu aprendi o que ela não foi capaz de me ensinar, ao menos não com palavras.

O que eu não sabia, o que eu nunca soube, é que rotina podia significar sentir ansiedade pelo filme e pipoca no fim do dia. Pelas brigas em frente ao videogame e pela caminhada de ida e volta no frio de mãos dadas. Eu não sabia que rotina significava ver o tempo expandir quando se sente falta de um pedaço do seu dia, não sabia que significava sentir falta de um cheiro no travesseiro ou de um barulho quando se acorda. Não sabia que era sorrir ao planejar sua rotina no futuro.

Qual é a razão de um post sentimental assim? Eu penso em escrever sobre isso há algum tempo, não porque eu tenha sentido a necessidade de fazer uma declaração pública de amor, mas porque eu acho que aprendi alguma coisa e gostaria de dividir: superar um medo ou uma insegurança é sempre uma alegria. Mas melhor do que isso é transformar algo que se teme em algo que se ama.

Uma resposta to “Mudança de Opinião”

  1. vollzin dezembro 12, 2011 às 2:46 pm #

    Gostei do texto, Luiza. Vivemos tentando superar a rotina, nos esquecendo que ela é que nos faz continuar — e que o que ela faz é nos deixar crescer dentro de sucessão de acontecimentos iguais, mas que fazem a diferença.

    Abraços!
    Maicon Z. Vollzin — The Vollzin Post

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: